35 Resultados para: raphael fernandes

Periferia Cyberpunk

Encare a verdade em histórias em quadrinhos sobre um tempo onde big data é mais importante que pessoas. Ou esqueça tudo isso e poste mais uma selfie que esconda sua vida robótica e afundada em consumo sem sentido.

Na Quebrada – Quadrinhos de hip hop

Coletânea reúne oito HQs sobre a cultura que faz a cabeça de rappers do mundo todo. As histórias fazem um retrato do movimento e da vida de quem vive na periferia, dentre elas há um MC iniciante que descobre ter o dom da rima, um rapaz que vê a morte de todos em que toca, uma pick-up com propriedades especiais, uma b-girl com próteses cibernéticas, um rapper envolvido com uma seita cultista, uma guerra entre pixadores e muito mais.

Combo: Ditadura no Ar + Na Quebrada – Quadrinhos de hip hop + Socorro! Polícia

Que tal esse combo especial com três quadrinhos que têm muito a contar e a cantar?

Ditadura no ar – Coração selvagem – Esse quadrinho reúne as quatro edições da minissérie independente ganhadora do Troféu HQMix, mas com artes e textos revisados. O roteiro policial é de Raphael Fernandes (Apagão) e a belíssima arte é de Rafael Vasconcellos, o Abel (Macbeth). Pode o amor de dois rebeldes vencer o ódio da conservadora ditadura militar brasileira?

Na Quebrada – Quadrinhos de hip hop – Coletânea reúne oito HQs sobre a cultura que faz a cabeça de rappers do mundo todo. As histórias fazem um retrato do movimento e da vida de quem vive na periferia, dentre elas há um MC iniciante que descobre ter o dom da rima, um rapaz que vê a morte de todos em que toca, uma pick-up com propriedades especiais, uma b-girl com próteses cibernéticas, um rapper envolvido com uma seita cultista, uma guerra entre pixadores e muito mais.

Socorro! Polícia! Um quadrinho sobre o que a PM sofre e o que sofremos com ela – Socorro. Polícia. é uma reportagem em quadrinhos que não tira conclusões. Seu objetivo é mostrar o quão problemática é a situação e que não existem soluções rápidas. Mas uma coisa fica clara, não se pode culpar o policial, pois ele é um dos que mais sofre com a Polícia Militar.