Loja

Space Opera em quadrinhos (e-book)
fevereiro 28, 2016
crimes patrioticos
Crimes Patrióticos – Uma Crônica de Guerras Perdidas, Gerson Lodi-Ribeiro (e-book)
junho 4, 2016
Exibir tudo

Combo: Ditadura no Ar + Na Quebrada – Quadrinhos de hip hop + Socorro! Polícia

R$124,70 R$100,00

Que tal esse combo especial com três quadrinhos que têm muito a contar e a cantar?

Ditadura no ar – Coração selvagem – Esse quadrinho reúne as quatro edições da minissérie independente ganhadora do Troféu HQMix, mas com artes e textos revisados. O roteiro policial é de Raphael Fernandes (Apagão) e a belíssima arte é de Rafael Vasconcellos, o Abel (Macbeth). Pode o amor de dois rebeldes vencer o ódio da conservadora ditadura militar brasileira?

Na Quebrada – Quadrinhos de hip hop – Coletânea reúne oito HQs sobre a cultura que faz a cabeça de rappers do mundo todo. As histórias fazem um retrato do movimento e da vida de quem vive na periferia, dentre elas há um MC iniciante que descobre ter o dom da rima, um rapaz que vê a morte de todos em que toca, uma pick-up com propriedades especiais, uma b-girl com próteses cibernéticas, um rapper envolvido com uma seita cultista, uma guerra entre pixadores e muito mais.

Socorro! Polícia! Um quadrinho sobre o que a PM sofre e o que sofremos com ela – Socorro. Polícia. é uma reportagem em quadrinhos que não tira conclusões. Seu objetivo é mostrar o quão problemática é a situação e que não existem soluções rápidas. Mas uma coisa fica clara, não se pode culpar o policial, pois ele é um dos que mais sofre com a Polícia Militar.

Em estoque

REF: 00368- dna-quebrada-policia Categorias: , , , , , , Tags: , , , , ,

Ditadura no ar – Coração selvagem, Raphael Fernandes e Rafael Vasconcellos

Em uma São Paulo noir, o amor está enterrado pela crueldade dos homens

Após o desaparecimento de sua namorada Lenina, o fotógrafo Félix Panta entra em uma arriscada investigação para descobrir o que os militares fizeram com a estudante comunista. Músicas de protesto, exilados políticos, reportagens proibidas e o terror das torturas estarão em seu caminho nesse Brasil em que a população alienada encobre a ação de ódio dos que estão no poder.

Ambientada em 1969, depois do famigerado AI-5 e auge da ditadura, a trama noir destas páginas vai te levar para uma época em que era perigoso pensar diferente do governo. Baseada em relatos reais e em uma extensa pesquisa histórica, este quadrinho é uma ficção com os dois pés na dura realidade.

Ditadura no ar – Coração Selvagem reúne as quatro edições da minissérie independente ganhadora do Troféu HQMix, mas com artes e textos revisados. O roteiro policial é de Raphael Fernandes (Apagão) e a belíssima arte é de Rafael Vasconcellos, o Abel (Macbeth). Pode o amor de dois rebeldes vencer o ódio da conservadora ditadura militar brasileira?

Na Quebrada – Quadrinhos de hip hop

Na Quebrada é uma daquelas raras oportunidades onde o mundo do rap encontra o universo dos quadrinhos.

O movimento hip hop nasceu no coração dos bairros negros e periféricos, mas conquistou o mundo todo com sua mistura de poesia, ritmo, grafite, dança e filosofia, tornando-se um verdadeiro life syle. Os quadrinhos são uma arte marginal que foi durante censurada e encontrou sua liberdade nos movimentos de contracultura.

Juntando essas duas formas de expressão subversivas encontramos histórias sobre um jovem MCs descobrindo seus dons, um rapaz capaz de tocar a morte dos manos, uma preta que é uma maravilha, uma guerra entre pichadores, um rapper famoso de uma seita secreta, uma pick-up fantástica, uma dançarina de break ciborgue e uma galera apenas em busca de diversão nas ruas do centro da cidade. Aqui todas as manifestações urbanas se encontram em HQs de terror, fantasia e ficção científica!

Neste álbum, todos esses elementos foram sampleados em histórias em quadrinhos com a consciência e o flow dos quadrinhistas Raphael Fernandes, Braziliano, João Pinheiro, Cirilo S. Lemos, Ramon DeLeve, Larissa Palmieri, Vitor Flynn, Felipe Cazelli, Marc Weslley, Alessio Esteves, Felipe Sanz, Juliana Araújo e Guabiras.

Na Quebrada traz pro universo dos quadrinhos o que ouvimos nas letras de Rap, o que lemos nos livros sobre a cultura Hip-Hop e movimento negro, e o que vivenciamos nas ruas todos os dias.

Uma realidade que na maioria das vezes é transformada pelo nosso próprio talento e nossa forma de enxergar as coisas. Esse é o nosso super-poder.

Nessa HQ você encontra histórias poderosas, que podem nos apresentar outra perspectiva da nossa própria vivência e ao mesmo tempo trazer à tona lembranças dolorosas. Como no Sampleador, que dentre tantas referências, traz a dura história do personagem Mauro, figura homônima e idêntica ao grande Sabotage, que nos deixou precocemente e de forma tão trágica.

A descoberta do talento, o empoderamento, a força das mulheres e como a arte pode mudar a vida de um(a) adolescente periférico(a). Arte que por vezes seguidas foi nossa saída de emergência em meio a tantas coisas negativas que nos cercam ao crescer na quebrada. Como se já não bastassem os conflitos da própria adolescência.

Na Quebrada é importante porque junta histórias corajosas de quem quer mostrar a cara, com a solidez de quem sabe muito bem do que fala. Demais! – Rashid (Rapper)

Socorro! Polícia! Um quadrinho sobre o que a PM sofre e o que sofremos com ela

Um em cada três brasileiros tem medo da Polícia Militar. Mas por que essas pessoas não se sentem seguras perto de um policial fardado?

Socorro. Polícia - Quadrinho de não-ficçãoOs jornalistas Amanda Ribeiro (Folha de S. Paulo) e Luiz Fernando Menezes (Aos Fatos) ficaram um ano tentando responder a essa pergunta. Entrevistaram dezenas de policiais militares e especialistas em segurança pública, leram livros e artigos sobre o assunto e exploraram pesquisas e bancos de dados sobre a instituição.

Tudo isso os levou a descobrir que a questão é muito mais complexa do que parece. Por um lado, a polícia faz execuções sumárias, usa violência desmedida e abusa da autoridade, mas por outro ela sofre com uma estrutura institucional sucateada, baixos salários e falta de segurança.

Em meio a tudo isso, surgiram outros questionamentos. Será que o que a televisão e os jornais mostram é de fato a realidade policial? Seria a tão falada desmilitarização um caminho viável? e a justiça, o controle de fronteiras, a taxa de desemprego e a educação? Elas também não interferem na segurança pública brasileira?

Socorro. Polícia. é uma reportagem em quadrinhos que não tira conclusões. Seu objetivo é mostrar o quão problemática é a situação e que não existem soluções rápidas. Mas uma coisa fica clara, não se pode culpar o policial, pois ele é um dos que mais sofre com a Polícia Militar.

Peso 1000 g
Dimensões 24 × 15 × 17 cm

Detalhes do produto

Ditadura no ar / Na Quebrada / Socorro! Polícia!

Autorias: Raphael Fernandes-Rafael Vasconcellos / Raphael Fernandes (org.) / Amanda Ribeiro e Luiz Fernando Menezes
ISBN: 978-85-8243-180-1 / 978-85-8243-244-0 / 978-8582432457
Gênero: Policial e mistério / Fantasia e Ficção Urbana / Não-ficção
Formato: 17cm x 24cm
Páginas: 104 coloridas / 184 (p&b) / 160 (P&B)

Ano de publicação: 2016 / 2019 / 2018

Compre em nossos parceiros

Exclusivo no nosso site!

 

 

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Combo: Ditadura no Ar + Na Quebrada – Quadrinhos de hip hop + Socorro! Polícia”

Você também pode gostar de…

  • Cortabundas – O Maníaco de José Walter, Talles Rodrigues

    R$39,90

    Quem vê as portas e janelas cobertas por grades de ferro no Conjunto Prefeito José Walter, periferia de Fortaleza-CE, não imagina que são tudo o que resta de uma série de acontecimentos terríveis no final dos anos 1980. Lá agiu o Cortabundas, um indivíduo misterioso que entrava nas casas durante a madrugada, fazia cortes nas nádegas de mulheres e desaparecia na escuridão.

    Se preferir a versão em e-book, clique aqui.

    Comprar
  • Periferia cyberpunk

    Periferia Cyberpunk

    R$39,90

    Encare a verdade em histórias em quadrinhos sobre um tempo onde big data é mais importante que pessoas. Ou esqueça tudo isso e poste mais uma selfie que esconda sua vida robótica e afundada em consumo sem sentido.

    Leia mais