Athelgard


Athelgard é uma ilha em forma de ponta de flecha, no centro da qual existe um mar misterioso, impossível de ser atravessado. A ilha é habitada por homens, elfos e mestiços de ambas as raças, além de outras criaturas que, frequentemente, se revelam apenas aos olhos dos magos ou de uns poucos escolhidos.

A origem de Athelgard se perdeu em névoas enfeitiçadas, como as que envolvem o mar interior. Nesse mesmo mar, encontra-se a chave do mistério, que remonta a muitas gerações atrás. Seus descendentes perderam quase toda a memória sobre suas origens, exceto sob a forma de sagas. Algumas delas estão contidas nos Ettas, livros antiquíssimos de que homens e elfos possuem diferentes versões. Mas ainda restam muitas para ser contadas.

Uma dessas sagas se desenrola num castelo do Sul, onde águias douradas costumam voar entre as torres. É o Castelo das Águias, situado numa pequena cidade nas Terras Férteis, onde elfos, homens e mestiços convivem em relativa harmonia. Esse é o ponto de partida dos três volumes da primeira Trilogia Athelgard, cujos protagonistas são o mago Kieran de Scyllix e a mestra de sagas Anna de Bryke.

Outras histórias pedem outros cenários. É assim que conhecemos a Floresta dos Teixos, lar da futura mestra de sagas, no infantojuvenil Anna e a Trilha Secreta, e navegamos pelos mares do norte em O Tesouro dos Mares Gelados. Também nos aventuramos em penhascos nevados, ilhas dominadas por piratas e castelos onde os nobres disputam torneios e caçam com falcões. E, pouco a pouco, desvendamos mistérios que nos revelam esse universo em toda a sua beleza e complexidade.